June 24, 2014

0 Comentários


17 dicas criativas e inusitadas para usar seus brinquedos de sex shop

Se você está procurando por dicas imperdíveis de como usar o seu sextoy para ~ apimentar sua relação ~, você está no post errado: recomendamos fortemente as dicas de uso dos nossos melhores produtos, escolhidos a dedo :-)

Mas se você quer aproveitar que está aqui para dar umas boas risadas, espia só as dicas de usos "alternativos" para brinquedos eróticos, uma verdadeira aula de reutilização dos produtos como anh... utilidades do lar

Dia desses vimos no site BadGirl'sBible um maravilhoso post chamado 29 Hilarious Uses For Sex Toys Around The House. Daí separamos a seguir os 17 que mais nos arrancaram risadas, contando ainda com uma contribuição do theLvibe publicada aqui no blog só, infelizmente:

1- Temos um plug anal como organizador de fio da impressora :-)


2- Pênis com ventosa = porta papel higiênico
Quando acaba o papel, você não sabe se ri ou se chora.


A verdade é que o que mais nos dá vontade de rir ou de chorar é a estampa da Hello Kitty para limpar a bunda :-)


3- Vagina Fake = porta pano de prato
Apenas: HAHAHHAHAHAH!




4- Plugs anais para brincadeira de festa junina
A regra é: quem perder paga prenda. Tenso.

 

 

5- Algemas segurando as cortinas
Pra você que curte deixar a janela do seu quarto aberta para aumentar o acervo de vídeos na conta do Youporn do seu vizinho heheh.




6- Sextoy para fist fucking como organizador de cartas
Calma, galera, ninguém cortou o braço do carteiro. Esse produto existe mesmo, Google Imagens taí rs...



7- Prótese com ventosa como puxador
Já quaaaase colocamos puxadores assim em um armário do theLvibe. Essa imagem só nos motivou para levarmos o plano a frente.



8- Plug anal como espremedor de frutas
Também recomendamos o uso com ~os limões que a vida te der~






9- Cordão anal como cordão. Ponto.
Tá lindo. Mesmo. E parece que não abre e fecha atrás.

 

 

10- Plug anal como tampão de ralo
O sexo anal provavelmente dá mais certo do que isso.

 

11- Clips para mamilos como porta-retratos
Todo mundo vai achar o máximo se não souber o uso original.


 

12- Clips para mamilos como correntinha para o óculos
Idem ao anterior.

 

13- Vagina Fake como descanso de cabeça
É muito trocadilho disponível pra uma frase só.
 

 

14- Plug anal como rolha
Vai ralando na boquinha da garrafa mesmo pra você ver...
 

 

15- Capa peniana para não arranhar o chão
Ideal para quem também pratica outras atividades utilizando a cadeira, além de sentar, como por exemplo, sexo. E o vizinho de baixo reclama menos.



16- Prótese realística como suporte para livros

Pelo menos não serão mais os livros que te pedirão emprestado.



17- Masturbador masculino para gelar sua bebida
Gelar cerveja em 10 minutos: taí alguma coisa que deve ser melhor que uma punheta :-P

 

March 31, 2014

0 Comentários


Erotismo e vibradores pra todos os lados: veja como foi a Erótika Fair 2014 do theLvibe sex e-shop

Regra de vida: o que é bom, a gente repete. E lá estivemos nós pela segunda vez na Erótika Fair, que é apenas a maior feira de produtos e serviços do mercado adulto da América Latina e teve sua 21ª edição entre 27 a 30 de março de 2014 em São Paulo. Ou seja, ontem, o que significa que ainda estamos bem eufóricas (porque agora se chama "euforia").

A Feira
Pra quem ainda não teve o prazer de visitar a Erótika Fair, vamos dar uma mãozinha pra você ter uma ideia do que está perdendo. São quatro dias de evento dedicados aos empresários do mercado erótico (nószinhas, like a boss) e ao público em geral.

Os profissionais do setor podem assistir a diversas palestras sobre o nosso mercado, como as ministradas pela ABEME (Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual) e pelo SEBRAE, têm acesso aos lançamentos de novos produtos e a diversos fornecedores do mundo todo. Além do maravilhoso networking com todos devidamente vestidos. Ou não. 

Roda de Debate. Homoafetividade: Ser Diferente É Normal. Com Priscila Nunes (Militante LGBT), Patricia Din (Crossdresser) e Paulo Tessarioli (Psicólogo com especialização em sexualidade).



Networking seminu com a maravilhosa Little Caprice (nota da redação: chegando em mim, mal aê!) e o graaaande Kid Bengala com seus 32cm de senso de humor.


Atrações
São muitas. Muitas. Futebol de Sabão, Car wash, inúmeros shows de strippers masculinos e femininos, várias cabines de brincadeiras eróticas para todas as preferências, concurso de pole dance, lançamento de livros, testes gratuitos de HIV e outras DST's, show de drag, shows burlescos, exibição de shibari... enfim, muita coisa mesmo.

Car-wash. É tipo um sonho. 


Resultado do Concurso de Pole Dance. Com direito a cliente nossa ganhando o segundo lugar. Aeeee!


Shibari com Toshi San no stand da Xplastic AltPorn.


X-Art 
O ponto alto da feira. É uma das mais produtoras de filmes eróticos mais renomadas do mundo. Se você é daquelas que não suporta filme-pornô-hetonormativo-de-motel, eis uma grande oportunidade para conhecer um trabalho bem diferente. A X-Art segue o conceito beautiful erotica ou art-core, que é produção de cenas de sexo com roteiro, fotografia e enquadramento dignos de cinema-não-pornô.
Na feira, a produtora teve um stand sensacional e toda hora a gente passava por lá pra fazer amizade com os dois atores e as atrizes, com destaque para a Little Caprice. Na verdade, a gente queria fazer um post só pra Little Caprice, mas podemos resumir em imagens. 








Deu uma animadinha, né?! Confessa... Então agora só nos resta colar aqui o link da nossa seção de vibradores ;-)

E que venha o ano que vem! \o/


March 18, 2014

0 Comentários


Chegou a hora de acender a velinha: Velas Hidratantes, Flutuantes e Decorativas esquentando sua noite

Vamos esquentar o clima? Agora temos vela pra dar e acender. E vice-versa. Velas Hidratantes, Velas Flutuantes, Velas Decorativas e Velas Gozadinhas: a gente não consegue escolher a melhor. 

 

Se você morre de vontade de ter suas primeiras maravilhosas aquisições em um sexshop, mas quer começar bem pelas preliminares, as velas podem ser uma ótima solução. Elas decoram e perfumam os ambientes, outras flutuam lindas na água e ainda temos as hidratantes. Conheça cada tipo:

- Velas Hidratantes
Parece mágica: você acende a vela, ela se transforma em óleo hidratante e você faz (e/ou recebe) massagens quentes e sem risco de acidentes. Elas atingem a temperatura de 36 graus, que é a nossa temperatura média.
Já chegamos com três modelos e é provável que você, assim como nós, vá querer todos! Aqui você vê os modelos Menta e Morango com Champagne e aqui >você vê mais detalhes dessa coisinha linda que é a Vela Seduction.



- Velas Flutuantes
Perceba que GRAÇA pode ficar a sua decoração com essas Velinhas Flutuantes em forma de Rosa Vermelha... 


Sabe aquelas noites românticas que não demoram muito e já estão quentes? Esse é o clima! Vem ver mais aqui.


- Velas Decorativas <3
Você sabe meeeeesmo aquelas noites românticas que não demoram muito e já estão quentes? Mais um motivo, espia aqui. Velinhas Decorativas em forma de Coração <3


- Velas ~Gozadinhas~
Suas festinhas de aniversário nunca mais serão as mesmas: velas em forma de pênis e de vagina. Pra você dar aquela zoadinha no amiguinho ou na amiguinha; se bem que a gente aqui no theLvibe sex shop não se cansa de comprar até pros aniversários de família mesmo. 
Pra quem curte pênis, aqui, e pra quem curte vaginas, aqui. E pra quem curte os dois, tá de parabéns mesmo!



E aí? Tem dúvida? Manda um email que a gente tira tudinho! ;-)

ola@thelvibe.com.br

March 09, 2014

2 Comentários


Conheça o projeto fotográfico Nu Cotidiano: afinal, pra que tanta vergonha?

O Nu Cotidiano é um projeto fotográfico idealizado e realizado pela talentosíssima fotógrafa Andrea de Lima, 26. A Dea já fotografa profissionalmente há 6 anos e começou 2014 lançando essa ideia fabulosa, corajosa e linda.

"Todo mundo nasce pelado e esta é uma afirmação impassível de ser contradita. Contudo, mal nascemos e já nos enfiam uma touca na cabeça, nos enrolam num pano e nos cobrem as vergonhas. Afinal, pra que tanta vergonha?"
Veja mais fotografias em nucotidiano.tumblr.com

O projeto mostra pessoas comuns, nuas, fazendo tarefas comuns, de seu cotidiano. O intuito é "despir a imagem pecaminosa que a nudez carrega consigo". 

Tem gente aqui no theLvibe sexshop que está pensando seriamente em posar. E se você já tem essa certeza, é só entrar em contato com a Andrea pelo Facebook ;-)

nucotidiano.tumblr.com
November 08, 2013

0 Comentários


theLvibe vibra na Festa Jukebox Fetiche com jogo do dado erótico

Parece que foi ontem que a primeira Festa Jukebox aconteceu. O local? Um apartamento. Mas já faz 6 anos e eles foram muito bem comemorados no sábado (02/11/13). O local? A Fundição Progresso, um dos maiores espaços para shows e festas da cidade. Casa lotada com aquela vibe fetiche!

 

A Lapa recebeu pela primeira vez o Manifesto do Vibrador!

Conheça nossos melhores vibradores, escolhidos a dedo!







Foi uma de-lí-ci-a participar dessa festa maravilhosa, assim, tão juntinho. E ainda tivemos um cantinho especial com dados eróticos pras nossas safadezas! 





Muita gente, muita música, muita alegria, muita pegação! Foi de-mais!

Curta o theLvibe e a Jukebox no Facebook!

Mais fotos:
http://www.deuzebraa.com.br/fotografia/jukebox-2
http://www.fundicaoprogresso.com.br/mobile/galeria-de-fotos/206




October 29, 2013

0 Comentários


theLvibe faz parceria com a Festa JukeBox - Edição Fetiche Especial 6 anos

Parece que foi ontem (a gente se lembra bem) que a Festa JukeBox começou a animar as noites cariocas, mas já são 6 anos de sucesso que serão muito bem comemorados no próximo dia 02 de novembro, na Fundição Progresso. O tema não poderia ser melhor: Fetiche. Sendo assim, c-l-a-r-o que o sex shop theLvibe estará presente nessa comemoração com uma delícia de parceria.



As promoções já estão rolando na página da Juke no Facebook e continuarão durante a festa. Estaremos por lá distribuindo brindes, fazendo brincadeirinhas, mostrando produtos e vibrando com vocês. Nos vemos lá!

Festa JukeBox - Edição Fetiche Especial 6 anos
Dia: 02/11/2013 | Fundição Progresso - RJ
Confirme sua presença aqui.

October 28, 2013

0 Comentários


Kinsey - Vamos Falar de Sexo

Alfred Charles Kinsey (1894-1956) foi um zoólogo americano pesquisador de insetos. E foi a partir de seus estudos sobre vespas que Prok - como era chamado pelos alunos o então Professor Kinsey - iniciou suas pesquisas sobre a sexualidade humana. Assim: Kinsey descobriu que nenhuma vespa era igual à outra e que seus acasalamentos eram super variados. E, apesar do pouco conhecimento sobre a sexualidade dos humanos, Kinsey viria a mostrar que a diversidade sexual também está presente em todos nós

As pesquisas sobre a sexualidade humana foram pioneiras nos anos 50: estudos sobre orgasmos femininos e masculinos, orgasmos múltiplos, homossexualidade, masturbação, pedofilia, sexo extra conjugal e muitos outros. Ainda hoje suas obras são consideradas fundamentais para os estudos sobre a nossa diversidade sexual. E em 2004 a sua história foi mostrada no maravilhoso filme Kinsey - Vamos falar de sexo.

Veja o trailer e não deixe de ver o filme! 

Clique aqui e veja nossos ~produtos sobre a sexualidade humana~ :-P


October 21, 2013

0 Comentários


Orgasmo feminino tem efeito terapêutico; leia entrevista com pesquisador

O portal BBC acaba de publicar uma entrevista com o psicólogo americano Barry Komisaruk sobre os possíveis usos terapêuticos do orgasmo feminino. Veja matéria do site www.bbc.co.uk:

 

Orgasmo feminino tem efeito terapêutico, sugere pesquisador

O orgasmo feminino pode ter um efeito terapêutico. Quem diz é o psicólogo americano Barry Komisaruk, professor da Universidade Rutgers, de Nova Jersey, que já passou 30 de seus 72 anos investigando os benefícios do prazer sexual no bem-estar das mulheres.

Seu último estudo demonstra que o clímax estimula todas as principais áreas do cérebro e tenta encontrar possíveis usos terapêuticos do estímulo vaginal. 

No atual estágio, os estudos de Komisaruk estão concentrados em verificar se o prazer sexual pode ajudar no tratamento de pacientes com ansiedade, depressão ou dependências.

Durante sua pesquisa, Komisaruk colocou suas pacientes em câmaras de ressonância magnética com a recomendação de estimular suas partes íntimas até alcançar o orgasmo.

O monitoramento cerebral desse processo o levou a algumas conclusões interessantes, que Komisaruk compartilhou nesta entrevista telefônica com a BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC.

BBC - O que acontece no cérebro de uma mulher durante um orgasmo?

Barry Komisaruk - Há um enorme aumento da atividade. O que averiguamos é que durante o orgasmo há um aumento impressionante do fluxo de sangue e de oxigênio na cabeça, ambos nutrientes muito benéficos para o cérebro.

BBC - Como é sua análise do cérebro?

Komisaruk - Monitoramos sua atividade durante o clímax e observamos quais zonas são ativadas quando a mulher tem um orgasmo. Já vimos que seus efeitos benéficos chegam a todos os sistemas principais do cérebro. Eu me refiro ao sistema sensorial, ao sistema de coordenação motora, etc.

BBC - Seu estudo menciona que conhecer os efeitos do orgasmo na nossa cabeça pode ajudar a superar a depressão, a ansiedade ou o vício. Como?

Komisaruk - É precisamente isso que queremos comprovar. Para isso, permitimos que a paciente veja a própria análise de seu cérebro ao vivo. Estamos no processo de averiguar se visualizar os processos de nossa mente ajuda a controlá-la. Há uma zona chamada núcleo accumbens que é a área do prazer.

Essa área é ativada pela nicotina, pelo chocolate, pela cocaína e também pelos orgasmos. A minha pergunta é: podemos ensinar a nós mesmos como aumentar conscientemente a atividade nesse núcleo observando seu funcionamento? Que efeito teria isso em pacientes com depressão ou ansiedade?

BBC - Quão conhecidos são os efeitos do orgasmo na saúde?

Komisaruk - Praticamente não há estudos. Este é o primeiro que se faz sobre suas consequências sobre o cérebro. O que já se estudou é o resultado do orgasmo no coração da mulher e também os benefícios do orgasmo masculino para evitar o câncer de próstata.

Comprovou-se que as mulheres que tinham mais orgasmos gozavam de uma melhor saúde cardíaca. O estudo em homens mostrou que os que tinham menos orgasmos não haviam liberado substâncias tóxicas que estavam acumuladas na próstata pela ausência de ejaculação. Esse fator os faz mais propensos ao câncer.

BBC - Quando acredita que seu conhecimento sobre o cérebro será suficiente para oficializar uma prescrição médica de orgasmos?

Komisaruk - Eu já recomendo. Mas para conseguir que isso seja feito de maneira regular são necessárias mais pesquisas. Dependerá das descobertas que façamos no futuro.

BBC - É fácil conseguir dinheiro para pesquisar a sexualidade?

Komisaruk - É muito difícil. As entidades que financiam são reticentes em dar dinheiro para estudos sobre o prazer e o sexo. Em parte porque enfrentam a pressão social. O governo não quer se envolver com pesquisas sobre a sexualidade por temor de ser criticado com o argumento de que há problemas mais sérios.

BBC - Por que está interessado no orgasmo da mulher e não do homem? Há muita diferença entre os dois?

Komisaruk - Há mais semelhanças que diferenças. A razão pela qual comecei a me interessar pelo orgasmo feminino foi que encontrei evidências de que o estímulo vaginal tem a capacidade de bloquear a dor sem necessidade sequer de alcançar o orgasmo.

Demonstramos que ambos os prazeres atuam como calmante, mas que o orgasmo é mais efetivo que a simples estimulação.

A partir disso, muitas mulheres me disseram que utilizam a estimulação vaginal para reduzir o mal-estar da menstruação ou a dor provocada pela prática de esportes. E isso funciona para elas.

BBC - Então a estimulação vaginal pode aliviar a dor a longo prazo ou somente a curto prazo?

Komisaruk - Meus estudos somente conseguiram estabelecer que o orgasmo reduz a dor menstrual imediatamente e pode ter um efeito por horas.

O alívio das dores nas costas é outro efeito benéfico da estimulação vaginal e dos orgasmos.

 

October 21, 2013

0 Comentários


theLvibe no iGay: "Afinal, o que querem as lésbicas? Fomos a uma sex shop específica para descobrir"

Numa tarde de setembro, recebemos em nosso QG a Nina Ramos e o Ricardo Ramos, repórter e fotógrafo do iG, para uma entrevista para o iGay (igay.ig.com.br). O resultado foi algumas horas de histórias boas e risadas, que deram origem a essa matéria maravilinda que a gente adorou participar :-)

 

Afinal, o que querem as lésbicas? Fomos a uma sex shop específica para descobrir

"Mais vibrador por favor" é o slogan da loja online em que a dona, a publicitária homossexual Márcia Soares, dá orientação para as consumidoras e um selo de aprovação para os produtos testados. Veja lista dos 10 mais vendidos

 

No quarto de Marcia Soares , de 29 anos, nada é o que parece. Um fofo patinho de borracha, desses que as crianças usam para brincar na banheira, enfeita a prateleira perto da porta de entrada. Um pincel de blush e um rímel estão de bobeira por ali também. Um tipo de garrafa térmica fica disposta ao lado da tela do computador. Tudo seria perfeitamente “normal” se o patinho, o pincel e até o rímel não fossem vibradores, e a suposta garrafa térmica não se tratasse na verdade de um masturbador para homens.

É no imóvel localizado na Tijuca, no Rio de Janeiro, que Marcia dirige a sex shop online theLvibe (www.thelvibe.com.br), nome inspirado na série gay “The L Word”. O portal, que começou em setembro de 2010, foi criado pela publicitária e sua sócia, Verônica Vaz , de 25 anos, que vem a ser também sua ex-namorada. “Eu tenho esse histórico de tentar ter um relacionamento legal com ex. A gente se dá tão bem, então por que não? Deu muito certo”, declarou a carioca ao receber a reportagem do iGay em seu “estoque”.

Sem poder evitar trocadilhos infames - nossa conversa foi totalmente tomada por eles -, Marcia usou sua bagagem profissional em email marketing e e-commerce para suprir um buraco no mercado das sex shops voltadas para o público gay feminino. Já Verônica apelou para seu conhecimento em engenharia da computação para colocar a página no ar e hoje elas dedicam grande parte do tempo nos cuidados com seu “filho virtual”.

Mesmo que fosse a proposta inicial das empresárias, o theLvibe não se restringiu às meninas lésbicas. “O que vai determinar que é um site exclusivamente gay? Uma bandeira de arco-íris? Não sei a quantidade de mulheres hétero que entram no site. Já vi homens comprando produtos para suas mulheres. O mais legal aqui é o fato de nós sermos gays e podermos oferecer atendimento especial para esse público.”

E é esse o grande diferencial. Tanto Marcia quanto Verônica se dispõem a conversar, esclarecer, aconselhar e dar especificações técnicas sobre os produtos. A thelvibe conta com uma equipe que tem disponibilidade - e conhecimento - para explicar todo e qualquer detalhe aos compradores. “Eu, como consumidora, sou muito chata. O Rio é carente de bom atendimento, por isso faço questão de responder pessoalmente os emails que recebemos. Os assuntos relacionados a uma sex shop ainda são muito complicados de discutir. Você usa o senso de humor, mas não pode escrachar muito, porque a pessoa pode ficar com vergonha. Tem que deixar o cliente ir falando”, resume.

 

No fim, outra vantagem dos compradores é poder contar com a opinião pessoal das donas, que se preocupam em testar - ou pedir opinião para amigos de confiança - sobre os produtos oferecidos. "Tem coisas que eu não gosto pessoalmente de usar, então nesses casos eu me aconselho com quem gosta", explica Marcia. “O cuidado em colocar as medidas do produtos e suas funcionalidades é importante. O fornecedor costuma passar no máximo o tamanho da caixa. É complicado você comprar um vibrador sem saber o tamanho, como ele funciona, o que faz. Faz diferença se ele tem 10 cm ou 20 cm, né?”, brinca Marcia, que garante que não há motivo para constrangimento no comércio de produtos para sexo. "Ninguém precisa ser tarada ou pervertida para comprar produtos de sex shop. Eu não fico fazendo sexo o dia inteiro, ao contrário do que muitos possam pensar" (risos).

Ninguém precisa ser tarada para consumir

Mas o constrangimento é inevitável. Até por isso, Marcia considera uma vantagem o fato de a loja ser virtual. Em se tratando desse ramo de atuação, o ambiente de uma loja física pode ser ainda mais constrangedor. "Muita gente ainda resiste a entrar em sex shop, então o contato virtual é melhor que ao vivo. Dá para ver que a pessoa fica envergonhada, tem muita gente que cria email falso só para mandar dúvida pra gente”, revela. 

A troca de mensagens com as consumidoras permitiu que a carioca fizesse uma análise curiosa do seu público. “Depois que começamos a receber muitos pedidos de mulheres de mais de 50 anos, que estavam fazendo a primeira compra em uma sex shop, fiquei impressionada pensando que muitas mulheres talvez nunca tenham se masturbado na vida. Talvez elas nunca tenham tido um único orgasmo. E eu estou aqui, disposta a explicar passo a passo o produto que ela quer levar. Dou sempre muitas opções até ela escolher”, detalha.

E afinal, Marcia, o que querem as mulheres? “Vibrador é ‘o’ nome do produto da sex shop. Temos muitos outros, mas ele é o principal. Umas preferem uma prótese para penetração apenas, outras preferem o vibrador tradicional, outras querem o bullet que vibra e tem o estímulo clitoriano ao mesmo tempo, outras preferem só o bullet sem penetração… É uma infinidade. Por isso, a preferência é muito variada."

E quais foram as perguntas mais engraçadas? “Já me perguntaram se o patinho vibrador poderia ser usado por uma senhora de 80 anos. E uma menina contou que ela e a namorada eram virgens e queriam dicas de como fazer na primeira vez. Você se sente muito importante, entende? Viramos quase psicólogas.”

TOP 10 DOS PRODUTOS PREFERIDOS PELAS LÉSBICAS

Clique nos produtos para ver seus detalhes e fotos ;-)

1. Cinta com prótese de pênis (material human skin): “É o produto mais lésbico do mundo, vende muito bem. O material é bem legal mesmo.” 

2. Vibrador Rabbit : “Sabe aquela música que fala da ‘máquina de sexo…’? É isso!” 

3.< Hello Touch (vibrador de dedo com visual Apple): “O visual é bem clean e é muito eficiente.” 

4.  , pode ser controlado à distância: “Dá para deixar na calcinha ou efetuar a penetração. Vale o gosto do cliente.” 

5. Ball Cat (gel de sensações): “Ele esquenta, esfria… E tem o melhor trocadilho no nome para gel!” 

6. Bolinhas de pompoarismo Ben Wa : “Elas são pesadinhas e facilitam o exercício.” 

7. Patinho de borracha: : “São fofos demais. Toda mulher deveria experimentar”. 

8. Vibradores camuflados de blush e rímel . "Divertidos."

9. Gato da série “Alice no País das Maravilhas : “Além de tudo, a embalagem é linda. Vale a coleção.” 

10. Sqweel (oral sexy toy) : “É o famoso brinquedo das línguas. Já é batido, mas quem nunca usou deve usar.” 

August 13, 2013

0 Comentários


Sexo e super-heróis: artista cria linha de vibradores inspirados em Os Vingadores

Nós temos um sonho e esse sonho é fazer nossos próprios vibradores. A impressora 3D taí e logo, logo vamos poder criar brinquedinhos já desenhados, como a série de vibradores inspirada em "The Avengers" (Os Vingadores), do artista húngaro Balazs Sarmai (29). Espia que sensacional!

Curta o theLvibe no Facebook! :-)





Capitão América




Homem de Ferro





Hulk





Gavião Arqueiro




Thor




Viúva Negra



Infelizmente não haverá produção dos modelos :-(

Via: www.rollingstone.uol.com.br/